A TEAR Turismo, Experiência e Arte é uma agência de turismo especializada em turismo de experiência.

Começou seu trabalho com turismo de estudo, também conhecido como estudo do meio ou turismo pedagógico, que é uma ferramenta utilizada pelas escolas a fim de ampliar o conhecimento dos estudantes através das viagens.

A partir de 2015, os roteiros realizados com as escolas foram adaptados e abertos ao público adulto de pessoas que se identificam com este tipo de turismo:.

A partir de 2014, os roteiros realizados com as escolas foram adaptados e abertos ao público adulto de pessoas que se identificam com este tipo de turismo:
- onde a “com-vivência” com a realidade de cada local valha mais que a espessura do colchão, que às vezes nem existem, dormimos em redes mesmo;
- onde o “com-tato “ se dê modelando uma cerâmica, desenhando um patrimônio, tecendo um cesto de buriti, trepando em um pé de açaí, fazendo um nó de marinheiro, cantando dentro de uma igreja;
- onde os “im-pre-vistos” são encarados como oportunidade para a busca de soluções.

• Desenvolver nos turistas, um olhar humanizado sobre o mundo, despertando valores, responsabilidades e autonomia.

• Ampliar os olhares e a capacidade de observação sobre as paisagens, os objetos, as comunidades e os fazeres humanos.

• Utilizar sempre que possível a Arte para ampliar os conhecimentos.

• Priorizar vivências que contribuam para o entendimento dos processos.

• Promover o encontro das pessoas com os lugares e das pessoas com outras pessoas.

• Cuidar para que os impactos causados aos locais pelas visitas sejam os mais positivos possíveis, através de geração de renda e troca cultural entre os turistas e as comunidades visitadas.

Compensação de CO2:
De acordo com o meio de transporte utilizado, a distância percorrida, o número de dias e número de turistas em cada viagem é feito o cálculo do número de árvores necessárias para compensar a emissão de CO2 de cada viagem. O plantio de árvores nativas de cada local é feito pelo grupo e o acompanhamento das mudas é feito pelas comunidades locais.

Coordenação dos Projetos Carmen Mattoso, sócia proprietária da TEAR-Turismo Experiência e Arte, é consultora de turismo de estudo desde 1996, uma das idealizadoras do projeto VIAJA MAIS JOVEM do Ministério do Turismo (2009), consultora da Mario Petrocchi Consultoria , autora do “Roteiro Cultural e Pedagógico do Estado de São Paulo”.

Carmen acredita que as viagens podem mudar as pessoas e que as pessoas podem mudar o mundo.

Monitores Da Tear Especialistas nas áreas de geografia, história, biologia , educação física e artes.

Monitores Locais Mestres de ofícios, pescadores, caiçaras, líderes comunitários e monitores ambientais.

Escolha a categoria
Os roteiros para as Viagens de Estudo são personalizados de acordo com a necessidade de cada grupo.

Um mesmo destino pode ser abordado de várias maneiras, assim podemos ir à cidade de Santos/SP para observar o litoral como ponto de chegada dos portugueses ou para conhecer o Porto de Santos.

Além do foco na visitação de locais importantes, a TEAR promove o encontro dos estudantes-turistas com moradores locais, mateiros, mestres de ofícios e líderes comunitários; pessoas que detém conhecimentos da natureza e dos locais visitados.
Santos e Bertioga | SP
Ubatuba | SP
Botucatu e Brotas | SP
Vale do Ribeira | SP
Maranhão Cultural | MA
Ilha do Cardoso | SP
Lençóis Maranhenses | MA
Caraíva e Serra Grande | BA
Navegação no Rio Negro e Manaus | AM
Cidades Históricas | MG
Do Barroco ao Contemporâneo | MG
A Influência Cultural Árabe | Espanha e Marrocos
Quito | Equador

Santos e Bertioga | SP

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

• Observar o litoral como ponto de chegada dos portugueses.
• Conhecer uma Fortaleza, um Forte e suas histórias.
• Conhecer um pouco da cultura indígena e ter contato com uma aldeia
• Observar, sentir e modelar os acidentes geográficos.

ATIVIDADES

• Descida da à pé pela Estrada Velha de Santos.
• Observação dos acidentes geográficos.
• Localização dos Pontos Cardeais.
• Visita à Fortaleza da Barra Grande.
• Lanche no Café Sonhos e Sabores.
• Oficina de nós de marinheiro.
• Caça ao Tesouro
• Visita ao Aquário com atividades.
• Visita ao Forte São João
• Visita à Aldeia Rio Silveira
• Atividade na areia- Construção de maquetes dos acidentes geográficos
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Ubatuba/SP 5º ano

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

Apresentação dos ecossistemas presentes no Parque Estadual da Serra do Mar : mata de encosta, mangue, mata de restinga, ambiente marinho costeiro e praia.

ATIVIDADES

• Reconhecimento de plantas e pequenos animais que vivem no mar, na praia e na mata.
• Conversa com Carlos Rizzo sobre as aves e a floresta.
• Trilha Fluvial
• Trilha Sensorial
• Qual é a árvore
• Observação de aves na trilha rendeira
• Trilha do Jatobá
• Atividade artística - Flora
• Visita à Casa de Farinha com roda de conversa com Sr.José Pedro do Quilombo da Fazenda.
• Roda de danças afro-brasileiras com o grupo Ó de Casa
• Corujas e Corvos (na praia)
• Olho Vivo
• Oficina de Artesanato no Quilombo Campinho
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Botucatu e Brotas | SP
Geologia e Astronomia

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

• Reconhecimento dos tipos de rocha: ígneas, metamórficas e sedimentares.
• Proporcionar uma visão geral da Astronomia, apresentando os corpos celestes, suas principais características físicas e sua ambientação no Universo, além de introduzir técnicas de observação do céu a olho nu e por instrumentos.

ATIVIDADES

• Visita ao Varvito em Itú
• Visita à uma pedreira de basalto, onde os alunos terão a oportunidade de encontrar quartzo,ametista etc.
• Coleta de argilas e areias coloridas.
• Atividade artística com areias e argilas coloridas.
• Visita ao Museu de Mineralogia Aitiara.
• Observação do sol.
• Confecção de um relógio de sol.
• Oficina para aprender a utilizar um planisfério.
• Oficina de confecção de uma pequena luneta.
• Observação dos astros através de telescópio.
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Vale do Ribeira/SP
PETAR e Quilombo Ivaporunduva

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

• Conhecer um Quilombo.
• Estudar alguns aspectos da biodiversidade da Mata Atlântica.

ATIVIDADES

No Quilombo Ivaporunduva

• Roteiro farmácia viva.
• Visita ao bananal orgânico.
• Atividades de caça e pesca tradicional.
• Atividades com arco e flecha.
• Roda de Conversa
• Oficina de artesanato com folha de bananeira.

PETAR –Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira

• Visita à reserva do Betary
• Visita à Caverna Santana
• Visita à Cachoeira das Andorinhas
• Visita à Caverna Morro Preto
• Visita à caverna Água Suja
• Bóia Cross
• Atividades Artísticas com carvão.
• Visita à escola do bairro .
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Maranhão Cultural | MA

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

História

• Os antigos moradores antes da ocupação: índios timbiras e tupis-guarani
• Brasil - Colônia
• As influências de cada etnia durante a ocupação: portugueses, franceses e holandeses
• A chegada dos negros
• Etnias que formam o povo maranhense e as influências de cada um
• As migrações

Geografia

• As relações entre localização geográfica, clima, fauna, flora, trabalho e relações sociais.
• O fenômeno geológico que forma os Lençóis Maranhenses
• A paisagem
• Comunidades e seus fazeres
• Como vivem as comunidades visitadas.

Cultura

• As festas, a gastronomia, a arquitetura, a religião, a música e o folclore.
• Patrimônio Histórico Tombamento e Restauração
• O IPHAN
• Situação atual do patrimônio histórico de São Luis

Atividades

• Visita ao Centro Histórico de São Luis.
• Oficina de Tambor de Mina
• Aula de Reggae
• Desenho de um patrimônio (rua)
• Passeio de barco no mangue em Raposa
• Conversa com bordadeiras Raposa
• Conversa com o artesão que confecciona o boi
• Conversa com Humberto do Maracanã
• Trilha na floresta na Comunidade do Boi Maracanã
• Festa do Divino em Alcântara (visita a uma casa /conversa com os festeiros)
• Visita ao Quilombo Itamatatiua com oficina de cerâmica
• Revoada dos guarás
• Visita aos Lençóis Maranhenses
• Descida em voadeira do Rio Preguiças
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Ilha do Cardoso | SP

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

Apresentação dos ecossistemas presentes no Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Ilha do Cardoso: mata de encosta, mangue, mata de restinga, ambiente marinho costeiro e praia.

ATIVIDADES

• Reconhecimento de plantas e pequenos animais que vivem no mar, na praia e na mata.
• Observação de um Sambaqui
• Qual é a árvore
• Observação de aves
• Visita ao Pontal de Leste
• Visita a um manguezal
• Atividade na praia com S. Ezequiel, pescador local tradicional onde serão expostas as formas de pescaria atuais e realizada uma oficina de pesca.
• Apresentação de fandango
• Oficina de rabeca
• Corujas e Corvos (na praia)
• Olho Vivo (atividades sensoriais)
• Oficina de Artesanato com fibras de taboa
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Travessia dos Lençóis Maranhenses | MA

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

• As relações entre localização geográfica, clima, fauna, flora, trabalho e relações sociais.
• O fenômeno geológico que forma os Lençóis Maranhenses
• A paisagem
• Comunidades e seus fazeres
• Como vivem as comunidades visitadas.

ATIVIDADES

• Atins a Baixa Grande (trecho mais difícil) 15 km
• Baixa Grande a Queimada dos Britos (10km)
• Queimada dos Britos a Santo Amaro (20 km)
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Caraíva e Serra Grande | BA

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

Historia

• A chegada dos portugueses no Brasil.
• O ciclo do cacau.

Geografia

• As relações entre localização geográfica, clima, fauna, flora, trabalho e relações sociais.
• A paisagem.
• A relação do cultivo do cacau e o meio ambiente.
• Comunidades e seus fazeres.
• Como vivem as comunidades visitadas.

Cultura

• A cultura indígena
• A cultura afro
• Gastronomia local

ATIVIDADES

• visita à reserva indígena pataxó Boi Sentado com trilha ecológica.
• contação de histórias com Saíri
• visita à produção dos produtos medicinais GAHYIA com resina da árvore Almescar palestra sobre o trabalho das ONGS locais, sobre a comunidade, o turismo e meio
• palestra sobre região e projetos em Uruçuca
• roteiro do cacau ao chocolate
• visita ao Circo da Lua
• jantar ao som de um forró
• passeio à Cachoeira na Fazenda Juerana Milagrosa com atividades (quebrar o cacau e fazer mel)
• visita ao mirante
• acompanhar a chegada das jangadas
• city tour em Salvador
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Cidades Históricas | MG
(Catas Altas - Mariana - Ouro Preto - Congonhas - Tiradentes)

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

Historia

• Ciclo do Ouro
• Escravidão

Geografia

• Serra do Espinhaço
• A Paisagem: a relação entre solo, flora, fauna, e atividade econômica.

ATIVIDADES

• Visita ao Santuário do Caraça (Catas Altas)
• Observação da possível aparição do lobo-guará (Catas Altas)
• Passeio de Maria Fumaça (Mariana)
• Praça Minas Gerais com atividade artística (Mariana)
• Visita à ateliê de esculturas Edney Carmo Silva com oficina de arte barroca (Mariana)
• Visita ao ateliê de cantaria - Oficina em pedra-sabão (Mariana)
• Visita Igreja de São Francisco de Assis (Mariana)
• Visita Igreja de Nossa Senhora do Carmo (Mariana)
• Praça Tiradentes
• Visita à uma mina de ouro cavada por escravos. (Ouro Preto)
• Visita aos Museus – Inconfidência e Escola de Minas (Ouro Preto)
• Igreja do Pilar (Ouro Preto)
• Oficina de Congo (Ouro Preto)
• Visita à Casa dos Contos (Ouro Preto)
• Visita ao Complexo Bom Jesus do Matozinho com atividade artística
• Teatro de Bonecos (Tiradentes)
• Visita à igreja de Santo Antonio (Tiradentes)
• Caminhada na Serra de São José (Tiradentes)
• Visita ao Balneário
• Atividade artística nas ruas de Tiradentes
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Do Barroco ao Contemporâneo | MG
(Brumadinho - Mariana - Ouro Preto - Congonhas - Tiradentes)

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

• História da Arte no Brasil do Barroco Mineiro à Arte Contemporânea

Historia

• Ciclo do Ouro

Geografia

• Serra do Espinhaço
• A Paisagem: a relação entre solo, flora, fauna, e atividade econômica.
• Os Mineirais

ATIVIDADES

• Visita a Inhotim com atividades artísticas
• Passeio de Maria Fumaça (Mariana)
• Praça Minas Gerais com atividade artística (Mariana)
• Visita à ateliê de esculturas Edney Carmo Silva com oficina de arte barroca (Mariana)
• Visita ao ateliê de cantaria - Oficina em pedra-sabão (Mariana)
• Visita Igreja de São Francisco de Assis (Mariana)
• Visita Igreja de Nossa Senhora do Carmo (Mariana)
• Praça Tiradentes
• Visita à uma mina de ouro cavada por escravos. (Ouro Preto)
• Visita aos Museus – Inconfidência e Escola de Minas (Ouro Preto)
• Igreja do Pilar (Ouro Preto)
• Oficina de Congo (Ouro Preto)
• Visita à Casa dos Contos (Ouro Preto)
• Visita ao Complexo Bom Jesus do Matozinho com atividade artística
• Teatro de Bonecos (Tiradentes)
• Visita à igreja de Santo Antonio (Tiradentes)
• Caminhada na Serra de São José (Tiradentes)
• Visita ao Balneário
• Atividade artística nas ruas de Tiradentes
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















A Influência Cultural Árabe no sul da Espanha e Marrocos
(Sevilha - Granada - Chefchaouen - Fêz - Asilah)

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

História Em Sevilha e Granada

• Períodos: Tartégica (feníciose cartagineses), Romana, Visigoda e Moura

Geografia em Marrocos

• Estreito de Gibraltar
• Cordilheira del Rif

ATIVIDADES

Em Sevilha

• Visita a todo o centro histórico e bairro de Santa Cruz
• Rota de Carmen.
• A Catedral de Sevilha: Catedral de Santa Maria da Sé, considerada o maior monumento gótico do mundo.Sua torre (La Giralda) e os pátios da Laranjeiras.
• Alcázar Real de Sevilha
• ELRinconcillo – Taberna mais antiga de Sevilla (1670)
• Passeio de Barco no Rio Guadalquivir
• Apresentação de Flamenco

Em Granada

• La Alhambra e Generalife
• Parque de Ciências de Granada
• Albaicin (mirador de San Nicolas) e os bairros Sacromontes
• A Catedral (renascentista)
• Apresentação dança cigana

Em Marrocos

• Travessia do Estreito de Gibraltar de Ferry-boat • Passeio pela cidade histórica de Chefchaouen. Pequena cidade com 40.000 habitantes na cordilheira del Rif, entre dois morros ( Tisouka e Megou) que parecem chifres, esta localização que deu origem ao nome (Chefchaouen en berebér significa: mira los cuernos) A grande variedade de cores e os diferentes produtos nas lojas e bazares, contrastam com o branco e azul das casas. Originalmente foi povoada sobretudo por exilados do Al-Andalus, tanto muçulmanos como judeus, que rapidamente a fizeram prosperar, Xexuão tornou-se conhecida como um dos principais locais onde os mouriscos e judeus ibéricos procuravam refúgio. Devido à presença do túmulo do santo sufista Moulay Abdeslam Ben Mchich Alami (1140-1227), Xexuão é considerado um local sagrado, tendo estado proibida, sob pena de morte, a entrada forasteiros não muçulmanos durante vários séculos, uma situação que só terminaria com integração efetiva da região no protetorado espanhol na década de 1920 • Travessia da Cordilheira del Rif, rumo à Fêz - Fez, fundada por Idris I, no século XII e foi durante anos a capital cultural e a cidade com maior interesse turístico pela sua história e seu artesanato. • Visita à um curtume e um ateliê de cerâmica • Passeios e pernoites em Medina, conhecendo os elementos que compõe uma Medina : fonte de água, padarias comunitárias , casas de banho e as mesquitas. • Visita à Mesquita de Hassan II • Passeios em Assilah
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Quito | Equador

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

Historia

• Período pré-colombiano
• Período colonial
• Independência do Equador

Geografia

• Cordilheira Andes, região com maior atividade vulcânica do mundo, região amazônica
• As relações entre localização geográfica, clima, fauna, flora, trabalho e relações sociais.
• Comunidades e seus fazeres

ATIVIDADES

Visita ao pequeno povoado Banõ Água Santa onde é possível avistar, a partir de um mirante, o Vulcão ativo “Tungurahua “ (garganta forte) ,localizado no centro andino do Equador
• Conhecer a comunidade que vive no povoado e trabalha com artesanatos e na confecção de caramelos.
• Visita ao museu e planetário A Metade do Mundo
• Visita com atividades à comunidades em Otavalo
• Passeio de barco no Lago Yahuarcocha
• Visitar Vulcão-Lagoa “Cuicocha”
• Visita Atuntaqui –povos indígenas que cultivam tubérculos.
• Visita ao Parque Nacional Polilepis – árvores petrificadas de 2000 anos.
• Visite Ciudad Ibarra – cidade branca onde vivem povos indígenas que fazem sorvetes naturais com frutas frescas.
• Vivência: Conhecendo as comida típicas do Equador (sopa galinha/pão de batata)
• Tourada típica (palhaços não matam o touro)
• Passeio de chiva ,ônibus típico com músicas e apitos
• Visita a uma fazenda de cultivo de rosas para a exportação – mulheres do povoado trabalham no cultivo. Plantação, colheita, embalagem
• Passeio de trem (30km ) trem à vapor
• Comunidades andinas, Charity música nacional e danças típicas Equador
• Visita à Reserva Natural Papallacta
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Estas viagens, além das datas divulgadas, poderão ocorrer em outras datas desde que se forme um grupo.
Botucatu e Brotas | SP
Ilha do Cardoso | SP
Cidades Históricas | MG
Lençóis Maranhenses | MA
Vale do Ribeira | SP

Botucatu e Brotas | SP

SAÍDAS 2015

• 18 a 21 /abril
• 09 a 12/ outubro

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

• Reconhecimento dos tipos de rocha: ígneas, metamórficas e sedimentares.
• Proporcionar uma visão geral da Astronomia, apresentando os corpos celestes, suas principais características físicas e sua ambientação no Universo, além de introduzir técnicas de observação do céu a olho nu e por instrumentos.

ATIVIDADES

• Visita ao Varvito em Itú
• Visita à uma pedreira de basalto.
• Coleta de argilas e areias coloridas.
• Atividade artística com areias e argilas coloridas.
• Visita ao Museu de Mineralogia Aitiara.
• Observação do sol.
• Confecção de um relógio de sol.
• Observação dos astros através de telescópio.
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Ilha do Cardoso | SP

SAÍDAS 2015

• 02 a 06 /abril
• 17 a 21/ abril
• 31 abril a 03 maio
• 03 a 07/ junho
• 04 a 07/ setembro
• 09 a 12 / outubro
• 30 de outubro a 02/ novembro

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

• Apresentação dos ecossistemas presentes no Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Ilha do Cardoso: mata de encosta, mangue, mata de restinga, ambiente marinho costeiro e praia.

ATIVIDADES

• Observação de um Sambaqui
• Visita ao Pontal de Leste
• Visita a um manguezal
• Atividade na praia com S. Ezequiel, pescador local tradicional onde serão expostas as formas de pescaria atuais e realizada uma oficina de pesca.
• Atividade artística - Flora
• Apresentação de fandango
• Oficina de rabeca
• Oficina de Artesanato com fibras de taboa
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Cidades Históricas | MG
(Catas Altas - Mariana - Ouro Preto - Congonhas - Tiradentes)

SAÍDAS 2015

• 02 a 06 /abril
• 17 a 21/ abril
• 31 abril a 03 maio

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

• Ciclo do Ouro
• Escravidão
• Serra do Espinhaço
• A Paisagem: a relação entre solo, flora, fauna, e atividade econômica.

ATIVIDADES

• Visita ao Santuário do Caraça (Catas Altas)
• Observação da possível aparição do lobo-guará (Catas Altas)
• Passeio de Maria Fumaça (Mariana)
• Praça Minas Gerais com atividade artística (Mariana)
• Visita à ateliê de esculturas Edney Carmo Silva com oficina de arte barroca (Mariana)
• Visita ao ateliê de cantaria - Oficina em pedra-sabão (Mariana)
• Visita Igreja de São Francisco de Assis (Mariana)
• Visita Igreja de Nossa Senhora do Carmo (Mariana)
• Praça Tiradentes
• Visita à uma mina de ouro cavada por escravos. (Ouro Preto)
• Visita aos Museus – Inconfidência e Escola de Minas (Ouro Preto)
• Igreja do Pilar (Ouro Preto)
• Visita à Casa dos Contos (Ouro Preto)
• Visita ao Complexo Bom Jesus do Matozinho com atividade artística
• Teatro de Bonecos (Tiradentes)
• Visita à igreja de Santo Antonio (Tiradentes)
• Atividade artística nas ruas de Tiradentes
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Travessia dos Lençóis Maranhenses | MA

SAÍDAS 2015

• 02 a 06 / abril
• 03 a 07 /junho

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

• As relações entre localização geográfica, clima, fauna, flora, trabalho e relações sociais.
• O fenômeno geológico que forma os Lençóis Maranhenses
• A paisagem
• Comunidades e seus fazeres
• Como vivem as comunidades visitadas.

ATIVIDADES

• Visita ao Santuário do Caraça (Catas Altas)
• Atins a Baixa Grande (trecho mais difícil) 15 km • Baixa Grande a Queimada dos Britos (10km) • Queimada dos Britos a Santo Amaro (20 km)
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Vale do Ribeira/SP
PETAR e Quilombo Ivaporunduva

SAÍDAS 2015

• 02 a 06 / abril
• 03 a 07 /junho

OBJETIVOS PEDAGÓGICOS

• Conhecer um Quilombo. • Estudar alguns aspectos da biodiversidade da Mata Atlântica.

ATIVIDADES

No Quilombo Ivaporunduva

• Roteiro farmácia viva.
• Visita ao bananal orgânico.
• Atividades de caça e pesca tradicional.
• Roda de Conversa
• Oficina de artesanato com folha de bananeira.

PETAR

• Visita à reserva do Betary
• Visita à Caverna Santana
• Visita à Cachoeira das Andorinhas
• Visita à Caverna Morro Preto
• Visita à caverna Água Suja
• Bóia Cross
• Atividades Artísticas com carvão.
FICHA MÉDICA ALIMENTAR





















Aguarde datas para 2015.
Projeto para redes de escolas – consultar
  • Guarujá | SP
  • Ubatuba | SP
  • Paraty | RJ
  • Eldorado | SP
  • Alcântara | MA
  • São Luís | MA
  • Barreirinhas | MA
  • Barreirinhas | MA
  • Ilha do Cardoso | SP
  • Aldeia Rio Silveiras | SP

Guarujá | SP
Café Solidário - Comunidade Santa Cruz dos Navegantes

O Café Solidário Sonhos e Sabores nasceu da vontade de uma líder comunitária do Bairro Santa Cruz dos Navegantes de melhorar toda uma comunidade.

A muitos anos a frente da padaria comunitária, Keka, como é chamada por todos, foi convidada a realizar um coffee break para uma delegação de executivos do mundo inteiro, que visitaram a comunidade durante uma semana.

E, para sua surpresa, foi um sucesso. Nesta oportunidade chamou nove outras mulheres desempregadas do bairro e as capacitou na produção de pães artesanais e outros quitutes. Daí surgiu a ideia de um empreendimento solidário, auto gestionário que servisse a executivos e empresas, coffee breaks feitos com produtos orgânicos (produzidos localmente na horta comunitária) e integrais, com raízes caiçaras, que se tornasse uma alternativa sustentável de geração de trabalho e renda para mulheres do bairro.

O Café Sonhos e Sabores possui uma instalação na Fortaleza da Barra Grande Guarujá onde atende grupos de turistas para lanches ou almoço com agendamento.

cafesonhosesabores.com.br/quem-somos/

Ubatuba | SP
Quilombo da Fazenda

No ano de 2005, a Fazenda Picinguaba recebeu o reconhecimento da Fundação Palmares como sendo um remanescente de quilombo. A Associação da Comunidade oferece diversos roteiros:
• Visita à Casa de Farinha
• Roda de Conversa
• Apresentações Culturais
• Trilhas

Paraty | RJ
Quilombo Campinho

Campinho da Independência, uma comunidade afro-rural em meio a especulação imobiliária da Região da Costa Verde, pra ser mais preciso, em meio a cobiçada beleza paratyense. Formada por 3 bravas mulheres, ex-escravas da Fazenda Independência, Antonica, Marcelina e Luíza, que na segunda metade do século XIX, com a decadência econômica da região e a consequente falência das várias fazendas do local receberam as terras, agrupando nela o povo que ao longo dos tempos tem resistido social, econômica, ambiental e culturalmente.

Após 3 décadas de luta judicial, recebeu das mãos da então governadora em exercício do Estado do Rio de Janeiro Benedita da Silva, no ano de 1999 o título de propriedade definitiva do seu território como comunidade remanescente de quilombo, baseada no artigo 68 das Disposições Constitucionais Transitórias.

Hoje desenvolve um programa de Turismo Étnico-Ecológico para melhorar a vida do povo que vive no quilombo, tem uma Casa de Artesanato e um Restaurante Comunitário, que oferece a melhor feijoada da região, incentiva a agroecologia e serve como palco de maravilhosos momentos culturais.

Fonte: http://quilombocampinhodaindependencia.blogspot.com.br/

Eldorado | SP
Quilombo Ivaporunduva

O Quilombo de Ivaporunduva esta localizado no Município de Eldorado São Paulo, na SP 165, Eldorado/Iporanga, às margens do Rio Ribeira de Iguape. Composta por 80 famílias, a Comunidade de Ivaporunduva tem uma população de 308 pessoas, sendo 80 crianças, 195 adultos e 33 idosos.

A sobrevivência dessas famílias é conseguida com o cultivo tradicional de roça: arroz, mandioca, milho, feijão, verduras e legumes para uso próprio. Para o consumo e geração de renda produzem banana orgânica e artesanato, recebem grupos escolares para turismo, além de algumas pessoas que são funcionárias da prefeitura e aposentadas.

Fonte: http://www.quilombosdoribeira.org.br//ivaporunduva/inicio

Alcântara | MA
Quilombo Itamatatiuá

Fundada há 311 anos, em 6 julho, a comunidade quilombola de Itamatatiua, no município de Alcântara, no Maranhão, abriga hoje mais de 150 famílias e preserva sua cultura através de música, dança, artesanato, culinária e histórias. Itamatatiua significa pedra, peixe e rio.

A comunidade é vizinha de Tubarão e Mocajituba, também comunidades quilombolas. Ali são produzidos, para consumo próprio, arroz, milho, mandioca, entre outros itens. As mulheres da comunidade produzem muitos artigos feitos em cerâmica, que são famosos e revendidos na capital.

Com a Associação das Mulheres Ceramista de Itamatatiua temos um exemplo de como a presença da mulher é forte na comunidade. Elas estão à frente de trabalhos de roça, no comércio e na representação em movimentos sociais.

Fonte: http://www.souquilombola.com.br/estados/comunidade_de_itamatatiua_ma.html

São Luís | MA
Comunidade do Boi Maracanã

Comunidade centenária, localizada na periferia de São Luis –MA, com mais de 1000 integrantes é um dos maiores conjuntos tradicionais do estado.

http://www.boidemaracana.com.br/quem_somos.html

Barreirinhas | MA
Comunidade Tapuio

Comunidade rural localizada no povoado de Tapuio, nas margens do Rio Preguiças, cuja atividade econômica está ligada aà produção de farinha de mandioca e turismo de base comunitária. É possível conhecer a a casa de farinha onde é realizada uma apresentação da produção artesanal da farinha de mandioca e de outros subprodutos da mandioca. Há um restaurante e casa de artesanatos no local.

Barreirinhas | MA
Comunidade Vassouras

Comunidades de pescadores tradicionais, que vivem às margens do Rio Preguiças, possuem um restaurante e loja de artesanatos.

Ilha do Cardoso | SP
Marujá

Comunidade de Pescadores Tradicionais, que vivem da pesca e do turismo de base comunitária. Possui uma Asociação AMOMAR fundada em 1998, com o objetivo principal de conseguir melhores condições de vida para os moradores da comunidade e oficializar o trabalho de organização comunitária que já ocorria nesta comunidade.

Nossos parceiros lá pertencem a família do Sr. Ezequiel Oliveira.

Fonte: http://www.maruja.org.br/amomar/

Aldeia Rio Silveiras | SP

Localizada na Praia de Boracéia, no litoral norte de São Paulo, a Aldeia Rio Silveiras possui uma área de 948 hectares, onde vivem cerca de 400 índios da Etnia Guarani que ainda cultivam a história e a cultura dos seus antepassados.
Para entrar em contato conosco preencha o formulário abaixo ou mande um email para:
contato@tearturismo.com.br | carmen.mattoso@tearturismo.com.br | escolas@tearturismo.com.br